18 de ago de 2017

Meu conto em destaque no SobrEscrever


Para quem não conhece, o SobrEscrever é um podcast do Leitor Cabuloso que fala sobre a escrita, técnicas e construção de textos. O quarto episódio trouxe o tema plot twist e teve como destaque o meu conto Eva & Morte, o que me deixou muito feliz :D

Você pode acessar o episódio clicando abaixo ou na imagem acima.


7 de ago de 2017

[Resenha] Alys: Elemento Alpha, de Priscila Gonçalves

Hoje trago a resenha de mais uma autora nacional chegando ao mercado. Livro de estreia de Priscila Gonçalves, Alys: Elemento Alpha é uma aventura young adult ambientada num mundo que mistura magia e tecnologia.

Num futuro alternativo, o surgimento de metais mágicos remodelou a sociedade e também as próprias pessoas. Nesse cenário, Alys é uma adolescente levando uma vida reclusa por conta de seu pai super-protetor. Num dos raros passeios dela ao lado de seu amigo de infância Kyer, um incidente coloca um exército de seres mágicos perigosos no seu encalço e de seus entes queridos, tudo por causa de uma antiga profecia da qual ela é peça-chave.

Meu interesse pelo livro começou quando fiquei sabendo mais detalhes da ambientação. Adoro mistura de gêneros e a autora usa muito bem esse recurso para apresentar um mundo onde dragões usam tablets e motos voadoras podem ser conjuradas magicamente (alguém precisa me ensinar esse truque, é sério).

Além de tudo, esse é um mundo com uma mitologia própria e bastante rica. A narrativa de Priscila Gonçalves é leve e acessível com um bom ritmo. É raro passar um capítulo sem que seja introduzido um novo personagem ou elemento importante. É interessante que, apesar da profecia, Alys foge do que se esperaria de uma heroína predestinada, sendo uma jovem curiosa e um pouco estabanada, sem aptidão para uma vida aventureira. Também vale destacar o melhor amigo dela: Kyer. É quase impossível não sentir empatia por ele. Outro personagem de destaque, Evan, não ganhou minha simpatia e já explico a razão.

Evan faz bullying com a Alys, é possessivo com ela e tem o hábito de espionar suas conversas particulares às escondidas. Porém, outros personagens estão sempre tentando convencer a Alys que esse comportamento é uma prova do quanto ele se preocupa com ela (preciso dizer que não vi nenhuma outra resenha comentando sobre isso, então considerem essa como uma visão bem pessoal minha).

Felizmente, essas questões não chegam a ser um problema e estão longe de atrapalhar a experiência da leitura desse livro.

Com uma boa narrativa, uma protagonista cativante e um mundo original, Alys: Elemento Alpha é uma boa pedida para quem procura uma aventura leve e divertida.

Autora: Priscila Gonçalves
Páginas: 354
Ano: 2017
Editora: Pendragon

13 de jul de 2017

[Resenha] Star Wars: Ahsoka, de E.K. Johnston

Se existe uma prova da força do universo expandido de Star Wars, é Ahsoka Tano, personagem que se tornou extremamente popular entre os fãs da franquia mesmo sem nunca ter aparecido em nenhum dos filmes. Nosso primeiro contato com ela foi como a jovem aprendiza de Anakin Skywalker na excelente série animada Clone Wars (que eu falei aqui). Mais tarde, vamos reencontra-la em Rebels, já adulta e uma das guerreiras mais poderosas da galáxia.

Escrito pela autora E.K. Johnston, o livro Star Wars: Ahsoka se passa após o filme A Vingança dos Sith. Mais precisamente, a história começa quando a ascensão do império completa um ano.

Tendo sobrevivido ao extermínio dos jedi, Ahsoka agora vive atormentada pelos sentimentos de derrota e solidão. Caçada pelas forças imperiais, busca refúgio num mundo rural afastado. Logo se estabelece como mecânica e se afeiçoa às irmãs Kaeden (que se apaixona por Ahsoka) e Miara, e também ao círculo de amigos das duas. Porém, a rotina pacata de Raada é perturbada pela chegada repentina do império, numa missão comandada pelo Sexto Irmão Inquisidor. Se quiser proteger seu novo lar da opressão imperial, ela precisará reencontrar seu espirito de luta.

Com uma narrativa young adult, Star Wars: Ahsoka se diferencia de outras obras da franquia. Temos uma cota de lutas e naves espaciais, porém o tom é menos épico e mais intimista. A autora faz um ótimo trabalho mergulhando na mente de Ahsoka e explorando seus sentimentos e o estresse pós-traumático, além de amadurecer a personagem sem perder sua essência.

Senti falta de mais descrições físicas dos cenários e personagens, afinal de contas, o universo Star Wars sempre teve um imenso apelo visual. Também achei que há uma ligeira pressa na resolução de certos confrontos. Por outro lado, o ritmo narrativo é muito bom e a autora acerta ao manter a trama focada, entregando uma leitura divertida e descompromissada.

Um livro recomendado para quem curte ficção cientifica e Star Wars, e é claro, para os fãs de Ahsoka Tano. É importante lembrar que esse livro ainda é inédito no Brasil, mas deve chegar em breve.

1 de jul de 2017

[Sorteio] Aniversário de 1 ano do blog Leitura Descontrolada

Olá queridos leitores!

         É com grande prazer que vamos comemorar juntinho a vocês o mês de aniversário do blog Leitura Descontrolada. No dia 14 de Julho faz exatamente um ano que a Michele resolveu transformar um dos seus sonhos em realidade e a partir de então compartilhar opiniões acerca do mundo literário através dos livros que lê!

        E claro que no mês de aniversário, quem ganha são vocês leitores que ajudaram esse cantinho crescer a cada dia, dando forças através de seus comentários e participações! Para tal, nos reunimos com diversos blogs amigos, autores parceiros e também editoras que se disponibilizaram a fazer parte desse grande momento. Serão sorteados 06 kits incríveis, então não fiquem de fora dessa!! Vamos às regras e logo em seguida aos formulários para participação.

REGRAS:

- Residir ou ter endereço de entrega em território nacional;
- Será apenas um vencedor para cada kit;
- O sorteio terá início hoje 01-07-2017 e término em 31-07-2017;
- O sorteio será realizado através de formulário Raffeclopter;
- A opção para "VISIT US" no facebook você deve CURTIR a página;
- Cumprir todas as regras obrigatórias, pois serão verificadas;
- Após o cumprimento das regras obrigatórias, o formulário dará as opções de regras opcionais.
- Para receber os livros digitais que serão sorteados, será necessário que o participante possua uma conta kindle;
- Para poder participar da oficina de escrita que será sorteada, será necessário que o participante tenha WhatsApp;
- O resultado será divulgado no blog e nas redes sociais em até 05 dias após o término do sorteio.
- O ganhador que preencher todos os requisitos do sorteio deve responder obrigatoriamente dentro do prazo estipulado de 05 dias após a divulgação do vencedor o e-mail solicitando os dados para envio do prêmio;
- O prazo de envio do prêmio será de 45 dias após a divulgação dos vencedores.
- O código de rastreio será informado após o envio;
O envio dos prêmios é de total responsabilidade dos participantes do sorteio;
- Não me responsabilizo por extravios ou danos causados pelos Correios. E reenvios serão por conta do ganhador.
- Este sorteio é de caráter recreativo/cultural, conforme item II do artigo 3º da Lei 5.768 de 20/12/71 e dispensa autorização do Ministério da Fazenda e da Justiça, não está vinculada à compra e/ou aquisição de produtos e serviços e a participação é gratuita.






QUE A SORTE ESTEJA SEMPRE A SEU FAVOR!!

17 de jun de 2017

Top 5 - O melhor da E3 2017


A edição desse ano da E3 foi curiosa. Se por um lado tivemos muitos bons jogos, por outro lado, faltou "aquela" revelação que derruba fóruns e monopoliza conversas. O que fica é o fato de que tem muita coisa boa vindo por aí.

Quem me acompanha nas redes sociais, especialmente no Twitter, deve ter me visto comentar bastante durante as conferências. Esse ano, decidi fazer algo diferente e pela primeira vez, vou listar os 5 games que mais me empolgaram.

5 - Anthem


Nova franquia da Bioware, Anthem teve dois trailers na E3, sendo que um deles foi um gameplay mostrando um mundo belíssimo, que combina máquinas gigantes, feras soltas na natureza, vilas retrô e armaduras modernosas. Uma boa chance para a Bioware se recuperar do tropeço de Mass Effect: Andromeda.

4 - Far Cry 5


Pelo que foi apresentado, Far Cry promete trazer sua mecânica tradicional, com algumas melhorias. O que realmente me chama a atenção nesse jogo é a proposta de mostrar uma "seita" ultraconservadora no coração dos Estados Unidos. Nada mais atual.

3 - God of War


Nunca fui um grande fã da franquia God of War, mas fiquei muito curioso desde o anúncio deste game, e o que foi mostrado na E3 apenas aumentou minha curiosidade. A mecânica de jogo clássica da série foi colocada de lado em prol de um tipo novo de gameplay e uma história mais intimista, mostrando o relacionamento de Kratos com seu filho.

2 - Assassin's Creed Origins


Eis aqui uma das minhas franquias favoritas. Origins vem com a proposta ousada de reinventar Assassin's Creed. Embora a furtividade e a reconstrução de períodos históricos continuem sendo o ponto alto, há muito mais elementos de RPG e as mecânicas de combate foram totalmente repensadas. Ainda cabe o registros de termos um Egito antigo sem whitewashing.

1 - Spider-Man


Desde o início, ficou claro que a proposta desse game era fazer pelo Amigão da Vizinhança, o mesmo que a série Arkham fez por Batman. E a julgar pelo gameplay espetacular mostrado na E3, a tarefa deve ser cumprida com louvor. Tudo indica que o Homem-Aranha vai finalmente ganhar um jogo à sua altura. O difícil é segurar o hype!

10 de jun de 2017

Promoção Apaixonados por Leitura


O dia dos namorados está chegando, um bom momento para mostrar o nosso amor pelos livros! Trago até vocês Apaixonados por Leitura, a maior promoção já feita aqui no blog.

Durante os dias 12, 13 e 14 de junho, meus livros digitais vão estar disponíveis gratuitamente na Amazon! Aproveitem sem moderação e compartilhem com os amigos!



5 de jun de 2017

[Resenha] Leviatã Desperta, de James S. A. Corey

Leviatã Desperta é o primeiro volume da série de ficção cientifica The Expanse, escrita por dois autores: Daniel Abraham e Ty Franck sob o pseudônimo James S. A. Corey. Li esse livro em inglês, antes de ser lançado no Brasil, por isso vou manter os termos de acordo com a versão original.

A trama de Leviatã Desperta se passa alguns séculos no futuro e, embora ainda não existam viagens interestelares, todo o Sistema Solar foi colonizado. Nesse cenário, existem duas forças dominantes em constante tensão: a Terra e as colônias marcianas. Além destes, uma terceira facção vem ganhando força: a OPA (Outer Planets Aliance), organização que comanda o Cinturão de Asteroides, onde vivem os Belters, cuja sociedade foi erguida em estações espaciais e em cidades construídas no interior dos asteroides maiores.

O livro acompanha duas tramas paralelas: no asteroide Ceres, o detetive John Miller aceita a tarefa de encontrar uma jovem desaparecida chamada Julie Mao, a filha rebelde de um dos homens mais ricos do Sistema Solar. Ao mesmo tempo, no espaço, uma nave cargueira é alvo de um ataque e apenas cinco membros da tripulação conseguem escapar: o imediato James Holden, a especialista em comunicações Naomi, o mecânico Amos, o piloto Alex, e Shed, um médico.

Enquanto busca respostas para o que aconteceu com sua nave, Holden torna-se acidentalmente o pivô de um evento que deflagra uma guerra entre Terra e Marte. O confronto, no entanto, pode não passar de um subterfúgio para esconder um segredo capaz de abalar o Sistema Solar.

Olhando assim, o cenário de Leviatã Desperta parece demasiadamente complexo, mas as intrigas políticas ficam em segundo plano na maior parte do tempo, favorecendo cenas de ação e tensão que vão de tiroteios a confrontos de naves espaciais, em cenas que evocam, hora Star Wars, hora Star Trek.

Esse livro é um dos melhores exemplos de narrativa cinematográfica que já vi. O ritmo é rápido e as reviravoltas são constantes. Os capítulos acompanham alternadamente os pontos de vista de Holden e Miller, personagens que não poderiam ser mais diferentes. Holden é um cowboy do espaço: jovem, idealista, temerário e metido a conquistador. Já Miller é um detetive noir: veterano, amargo e de espírito quebrado. As sequências em que os dois estão juntos são as melhores do livro.

Um defeito é o fato dos personagens serem um tanto arquetípicos. Ainda assim, a construção de mundo e a trama interessante ofuscam esse ponto negativo.

Leviatã Desperta é um livro muito divertido que eu recomendo, especialmente para os fãs de ficção cientifica. Cabe ressaltar que a série The Expanse ganhou uma adaptação para a TV disponível na Netflix. O trailer está aí embaixo.

Autor: James S. A. Corey
Lançamento: 2017
Páginas: 448
Editora: Aleph