18 de nov de 2017

[Filme] Liga da Justiça


Continuação direta do controverso Batman vs Superman (que eu achei divertido, apesar de ter falhar inegáveis), Liga da Justiça veio com a missão de manter o nível do filme-solo da Mulher-Maravilha e provar, de uma vez por todas o valor do universo DC nos cinemas.

Bom, posso dizer que saí do cinema satisfeito!

A trama gira em torno das Caixas Maternas, três artefatos que o vilão Lobo da Estepe quer reunir para liberar um poder capaz de moldar o mundo à sua vontade. Ante uma ameaça tão grande, Batman e Mulher-Maravilha começam a reunir uma equipe para proteger a Terra.

O filme começa de forma inconstante. O primeiro arco é um tanto acelerado e com cenas bastante picotadas. Confesso que cheguei a ficar preocupado. Porém, quando os heróis começam a se reunir, tudo vai fluindo com mais naturalidade e o longa encontra um bom ritmo.

É interessante que a produção parece ter aprendido com os erros de BvS e Esquadrão Suicida, e também com os acertos de Mulher-Maravilha. Liga da Justiça dá tempo suficiente para nos aproximarmos dos personagens, assim como dá tempo suficiente para desenvolver a dinâmica dentro da equipe.

Apesar do CG derrapar de vez em quando, as cenas de ação são de tirar o fôlego e o roteiro consegue encontrar um ótimo equilíbrio entre momentos de humor e cenas sérias.

Para encerrar, é uma pena que a participação de J. K. Simmons seja pequena, porque ele está maravilhoso como Comissário Gordon. E que a continuação venha logo!

10 de nov de 2017

Ativista, por Joe de Lima - lançamento


Chegou o grande dia! Foi uma longa jornada até aqui, mas agora a saga chega ao fim. Já está disponível o último volume da Trilogia Vera Cruz, encerrando as aventuras de Marcel e seus companheiros.

Seguem a sinopse e os links para adquirir o seu exemplar. Boas leituras e não deixem de comentar!

"Vera Cruz está em guerra. Em meio ao caos dos conflitos, um novo governo se estabelece, instaurando uma ditadura violenta e implacável. Ainda se recuperando, Marcel tem de se preparar para sua próxima missão.

Ao mesmo tempo, Camilla e Flora fazem planos para libertar o país. Contudo, o atrito entre elas é cada vez maior. Em meio às festas de fim de ano, Marcel e seus companheiros irão atravessar o país, encontrando novos aliados e inimigos, enquanto lutam para salvar seus familiares e para mudar o destino de Vera Cruz.

Na explosiva conclusão da série, Joe de Lima apresenta uma obra cheia de ação, romance, adrenalina, fanatismo político e reviravoltas surpreendentes."

> clique aqui para adquirir Ativista na Amazon

> clique aqui para adquirir pelo Clube de Autores

> adicione Ativista no seu Skoob e no seu GoodReads

2 de nov de 2017

Trilha sonora: Ativista


Com o lançamento de Ativista no dia 10 de novembro, a Trilogia Vera Cruz chega ao final. Como já virou tradição, vou compartilhar com vocês as músicas que ouvi durante a escrita do livro. Além dessas, escutei músicas das listas de Arcanista e Armamentista também.

1. Florence and the Machine - Stand by Me
Parte da trilha sonora de Final Fantasy XV, essa é uma nova versão do clássico de Ben E. King na voz maravilhosa de Florence Welsh. É a música-tema do livro.


2. Pretty Reckless - Make me Wanna Die
Esse é mais pelo vídeo do que pela música. A montagem é do game Remember Me, que não é tão conhecido, mas foi uma grande referência para o livro.


3. Linkin Park - Leave Out All The Rest
É o tema do Marcel para esse terceiro volume. Como fã Linkin Park, fico balançado por ouvir o saudoso Chester Bennington cantando essa música.


4. Lisa Miskovsky - Still Alive
Mais um música de um game, o clássico cult Mirror's Edge. Não tenho uma cena específica, ouvi essa trilha em vários momentos.


5. Hans Zimmer - Arcade
Diretamente do filme Homem de Aço, vem essa trilha que me ajudou a pegar o tom certo do capítulo 5.


6. Final Fantasy XV - Ravus Aeterna
Mais uma trilha de FFXV. Esse é o tema perfeito para o King's Gambit.


7. Luciano Pavarotti - Vesti la Giubba
Nem precisa comentar. Quem ler Ativista, vai saber que cena é essa :)

20 de out de 2017

Capa e sinopse de Ativista


Está chegando a hora da conclusão da saga!

Apresento a vocês a capa (com arte de Rafa Lee) e a sinopse de Ativista, terceiro e último volume da Trilogia Vera Cruz. O lançamento é dia 10 de novembro:

"Vera Cruz está em guerra. Em meio ao caos dos conflitos, um novo governo se estabelece, instaurando uma ditadura violenta e implacável. Ainda se recuperando, Marcel tem de se preparar para sua próxima missão.

Ao mesmo tempo, Camilla e Flora fazem planos para libertar o país. Contudo, o atrito entre elas é cada vez maior. Em meio às festas de fim de ano, Marcel e seus companheiros irão atravessar o país, encontrando novos aliados e inimigos, enquanto lutam para salvar seus familiares e para mudar o destino de Vera Cruz.

Na explosiva conclusão da série, Joe de Lima apresenta uma obra cheia de ação, romance, adrenalina, fanatismo político e reviravoltas surpreendentes."

10 de out de 2017

[Indicação de game] Street Fighter V

Nota: existem muitas resenhas de games por aí, esse texto é sobre minhas impressões pessoais.

A polêmica foi tão grande no lançamento de Street Fighter V que eu não sabia exatamente o que esperar. Agora que estou com ele em mãos, acho que SFV é um dos melhores jogos da franquia. E ao mesmo tempo, também é um dos piores.

Acontece que o game foi lançado com poucos recursos e apenas um único modo de jogo. Naturalmente, muita gente reclamou de ser um produto inacabado. Eu cheguei mais de um ano depois e, como adicionaram conteúdo de lá para cá, essa sensação não incomoda tanto. Mesmo assim, o game ainda está incompleto, tanto que há uma grande atualização agendada para o começo de 2018.

São 16 lutadores na versão básica e estranhei um pouco a lista de personagens. Mesmo que a maioria sejam veteranos, boa parte deles não é do primeiro escalão, como Nash, Karin, Birdie e outros. Guile, Akuma e Balrog só estão disponíveis em DLCs e sinto muita falta de Sagat, Sakura e Blanka (o RH da Shadaloo só pode estar brincando para demitir o Sagat e contratar um personagem tão ridículo como o Fang no lugar). Entre os novatos, Rashid e Laura são os mais legais.

O modo versus é, de longe, o melhor. Os gráficos em 2,5D estão bonitos e a movimentação é fluída. A quantidade de combos e golpes especiais aumenta a variedade e deixa as lutas mais divertidas. Sério, tudo funciona com perfeição durante as lutas.

Fora delas, a situação é bem diferente. A variedade dos modos de jogo é pequena e pouco inspirada. No geral, a apresentação é pobre, com pouco trabalho de vozes e muuuitos loadings. Também há um modo de história gratuito que precisa ser baixado separadamente. Infelizmente, meu console nunca consegue ir além da primeira tela de loading, então "não sou capaz de opinar" sobre isso.

Meu conselho para quem quiser jogar SFV é: vá direto para as lutas. Ali, todos os problemas desaparecem. De resto, prossiga com cautela.

Plataformas: Playstation 4, PC
Gênero: luta
Desenvolvedor: Capcom
Lançamento: 2016

2 de out de 2017

[Dica de leitura] Gunslinger, de Renato Moraes

Meu amigo Renato Moraes é o artista por trás das capas de Arcanista, Armamentista e Dragão de Gaia. Agora ele está lançando seu próprio projeto: a HQ Gunslinger, e o primeiro volume acabou de sair.

A história é ambientada no velho-oeste e, segundo o próprio Renato trata-se de uma homenagem aos filmes clássicos do gênero. Gunslinger está disponível na Amazon e você pode adquirir clicando aqui ou na capa.

Para completar, tem um promoção bem legal rolando. Se você postar um print de Gunslinger no seu dispositivo no Facebook e marcar o Renato, ganha um sketch à sua escolha!

11 de set de 2017

Entrevista para o canal da Lu Evans

A amiga Lu Evans, autora de Zylgor: A Princesa das Águas, tem um série de entrevistas bem legal em seu canal no youtube, batendo um papo com autores nacionais. E eu tive a honra de ser um dos entrevistados.

Vocês podem conferir a minha entrevista aí embaixo, mas não deixem de acompanhar o canal par conferir novos vídeos.